Anvisa pede que Brasil barre viajantes de mais quatro países africanos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou ao governo federal a proibição da entrada de viajantes que estivessem em mais quatro países africanos nos últimos 14 dias. A medida acrescenta Angola, Malawi, Moçambique e Zâmbia, ao lado de África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

A recomendação foi divulgada na noite do sábado, 27, com o objetivo de evitar a chegada da ômicron, nova variante da Covid-19. Com isso, a agência ampliou para dez o número de nações do continente na lista de restrições sanitárias.

Na sexta-feira, 27, o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, afirmou que o governo seguiria a primeira recomendação da Anvisa de proibir a entrada de quem passou, nos últimos 14 dias, por África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue.

“O Brasil fechará as fronteiras aéreas para seis países da África em virtude da nova variante do coronavírus. Vamos resguardar os brasileiros nessa nova fase da pandemia”, escreveu Nogueira no Twitter.

Segundo informações da Folha de S. Paulo, a nova recomendação da Anvisa será avaliada pelo governo na segunda-feira, 29.

Detectada no início da semana, a variante identificada na África do Sul é rara e possui um elevado número de mutações, o que a tornaria altamente transmissível. Bélgica, Reino Unido, Alemanha e Itália já têm casos confirmados da ômicron.

Fonte: A Tarde