Confira dicas para conseguir uma vaga de emprego temporária neste final de ano

Com a chegada das festas de final do ano, a contratação de trabalhadores temporários está em alta. De acordo com a Federação do Comércio do Estado da Bahia (Fecomercio), a Bahia terá 23% a mais de vagas de trabalho temporário neste Natal. A previsão é de 3.049 vagas no total.

COMO ENCONTRAR AS VAGAS?

  • Acompanhe plataformas de divulgação de oportunidades de emprego
  • Procure ir presencialmente aos locais onde há captação de serviços
  • Visite o comércio
  • Distribua currículos
  • Esteja presente onde vão surgir as vagas
  • Descubra os setores com maiores chances de contratação;

Ainda de acordo com o Fecomercio, 1239 vagas estão previstas para o segmento de Hiper e Supermercados, 535 no segmento de Vestuário e Calçados, 488 em Utilidades Domésticas e 788 nos demais segmentos.

É importante ainda estar atento aos anúncios feitos pelas empresas. Siga estabelecimentos dos principais setores para não perder nenhuma chance.

Segundo o Grupo Boticário, empresa multinacional atuante no segmento de beleza, 10 vagas temporárias foram disponibilizadas este ano, 40% destas com possibilidade de efetivação. “Divulgamos pelo nosso Instagram durante o mês de novembro”, informou Joilma Freitas, representante do Grupo Boticário. “Não exigimos experiência, buscamos candidatos conectados com nossa marca, que gostem de desafios e de se relacionar com pessoas”, informou ainda.

Ennie Carvalho, empreendedora responsável pela Ennie Noivas, declarou disponibilizar vagas durante o período de festas de final do ano. “Busco alguém do sexo feminino, dinâmica e com perfil adequado para atendimento ao público. Se a pessoa se envolve, mantenho para cobrir férias dos funcionários, por exemplo. Mas, de início, estamos buscando para o período de festas”.

A seleção é realizada através da Habilita RH, empresa responsável pelo recrutamento de profissionais.

 DE OLHO NA EFETIVAÇÃO

Se o objetivo for a efetivação, é fundamental ter em mente que o serviço prestado estará sendo avaliado constantemente.  Boa comunicação, pró-atividade, pontualidade, espírito colaborativo e preocupação com os protocolos de segurança são atitudes necessárias para quem deseja garantir uma vaga.

 DIREITOS

A lei estabelece que o contrato temporário pode ser de até nove meses. Deve ser registrado na carteira de trabalho, permitindo ao contratado acesso a todos os direitos trabalhistas. O que difere um contrato temporário de um contratado efetivo é que, ao fim do contrato, o temporário não tem direito ao pagamento da multa da rescisão, de 40% do FGTS.

E, ainda que empresa opte pela informalidade, através do desenvolvimento de um contrato sem registro em carteira, o empregado estará apto para adicionar a experiência no currículo. Recrutadores levam em consideração toda experiência e costumam priorizar quem, mesmo fora do mercado formal, buscou alternativas de trabalho.