Começa Operação Verão na Costa de Camaçari

A Defesa Civil segue com a Operação Verão em toda a Costa de Camaçari. As mais belas praias, que são procuradas por turistas e visitantes, como de Arembepe, Jauá, Barra do Jacuípe, Guarajuba e Itacimirim, contam com 23 postos de salva-vidas, com dois profissionais em cada, atuando todos os dias da semana, das 8h às 17h, desde o início de janeiro até o final de fevereiro.

Os postos de salva-vidas ainda passam por supervisão, que circula pelas unidades todos os dias. Em caso de afogamento, os profissionais seguem o código da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), usada no mundo inteiro, que é de acordo com o grau, para que a unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) seja enviada conforme a necessidade.

Em cada posto há equipamentos como: flutuadores tipo Rescue Tube, pranchas e nadadeiras longboards para resgate, máscaras com snorkel, dentre outros aparelhos de salvamento. Excepcionalmente, em Barra do Jacuípe, por conta da complexidade do encontro do rio com o mar, os profissionais atuam com o suporte de jet ski.

A Defesa Civil faz um alerta sobre a importância do banho de mar seguro e da necessidade de buscar informações sobre as correntes marítimas da região antes de entrar na água, especialmente, para quem não sabe nadar. Elas podem ser dadas pela equipe de salva-vidas, que caso não esteja à vista, podem ser obtidas ainda por pessoas que conhecem o local, como barraqueiros e ambulantes.

No município, há praias com riscos, como a do Japonês ou a Maria Maria, ambas em Jauá, além de algumas em Itacimirim e Guarajuba. Há ainda a necessidade de manter a atenção em locais de encontro do rio com o mar, como em Barra do Jacuípe ou Itacimirim, já que são lugares de grande perigo, por apresentarem registros significativos de ocorrências de afogamento.

Com o verão, as praias ficam muito cheias e a Defesa Civil reforça ainda o cuidado com as crianças, que devem usar pulseira de identificação, com os nomes da criança e do responsável, além de um número telefônico para contato, para ser mais fácil a localização do familiar no caso dela se perder. É recomendado ainda, que o banhista evite ingerir bebida alcoólica antes de mergulhar e fuja de refeições pesadas, dado o risco de mal súbito dentro da água, que pode provocar afogamento ou, na pior das hipóteses, levar a óbito.