Cenário epidemiológico: prefeito Elinaldo diz que vai seguir acompanhando medidas do Governo do Estado

Em constante monitoramento às mudanças do cenário epidemiológico baiano que tem apresentado um aumento do número de pessoas infectadas com a variante Ômicron da Covid-19 e o surto da H3N2, da gripe Influenza, a Prefeitura de Camaçari seguirá as medidas de enfrentamento e combate às doenças, estabelecidas pelo Governo do Estado, com a finalidade de resguardar a saúde dos munícipes.

Na manhã desta segunda-feira (10/1), o governador Rui Costa decidiu reduzir para até 3 mil o número máximo de pessoas em eventos em todo o território baiano, incluindo estádios de futebol. O novo decreto deve ser publicado na edição desta terça-feira (11/1) do Diário Oficial do Estado (DOE) e substitui o atual, que permite até 5 mil pessoas em eventos e teria validade até o dia 14 de janeiro.

De acordo com o prefeito Elinaldo Araújo há uma preocupação da gestão em trabalhar de forma conjunta com o governo do estado e municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS) no combate à doença. ”Vamos seguir a decisão do governo do estado, colocando a vida em primeiro lugar”, declarou o gestor municipal.

Em Camaçari, permanece a obrigatoriedade do uso de máscara, assim como exigência de comprovante de vacinação contra a Covid-19, conforme Decreto n° 7674/2021, de 22 de dezembro de 2021, que estabelece a obrigatoriedade de comprovação de vacinação, observadas as orientações científicas/médicas, sanitárias e o calendário estabelecido pelo Ministério da Saúde, para o ingresso e permanência no interior dos órgãos e entidades da administração direta e indireta do Poder Executivo.