Justiça bloqueia R$ 3 milhões de contas de Thiago Aquino e seu sócio

O desembargador Josevando Souza Andrade, do Tribunal de Justiça da Bahia, determinou o bloqueio de R$ 3 milhões das contas do cantor de arrocha Thiago Aquino e de seu sócio, Igor Almeida.

Segundo o Bnews, o valor refere-se à multa contratual entre o artista feirense e o ex- empresário Paulo Henrique Luparelli. Após o rompimento da parceria, ele acionou a justiça e pediu R$ 10 milhões por quebra de contrato.

Em sua defesa, ele alega que atuou desde o início da carreira de Thiago e teria construído a trajetória do cantor. Ele alegou que foi descartado sem explicação e sem receber a multa prevista em contrato.

O desembargador citou ainda que Aquino deve apresentar cópias dos contratos firmados para realização os 41 shows agendados em junho.

Thiago Aquino é dono da voz que interpreta hits como “Casamento Cancelado”, “Marcha de Núpcias”, “Rifa” e “Ligação Covarde”, com mais de 60 milhões de execuções. Até o momento, ele não se pronunciou sobre a decisão judicial. O Portal A TARDE acionou o artista e aguarda posicionamento.

A Tarde