Anjo da Morte: veja o ‘Rambo’ da guerra no Iraque contra EI

"O Anjo da Morte": fotos do militar são divulgadas nas redes sociais Foto: Shiite News / Reprodução

Ninguém sabe ao certo o nome real dele, mas foi chamado de Abu Azrael, um homem forte e alto, de barbas longas e cabeça raspada. Nos últimos dias, o militar virou “febre” na internet por ser reconhecido como o “Anjo da Morte”, ou último “Rambo” ao lutar pelo exército iraquiano contra os insurgentes do Estado Islâmico. As informações são da Al-Jazeera e Shiite News.

Ninguém sabe ainda quem é o Anjo da Morte, mas o suposto professor e herói da internet já apareceu em revistas e mídias internacionais Foto: Al-Jazeera / Reprodução
Ninguém sabe ainda quem é o Anjo da Morte, mas o suposto professor e herói da internet já apareceu em revistas e mídias internacionais
Foto: Al-Jazeera / Reprodução

Abu é comandante da Brigada Imam Ali, grupo xiita que luta na operação Tikrit e estourou como uma figura cultuada nas redes sociais, em páginas criadas sobre ele – nas quais aparece em fotos segurando armas e vestindo uniforme. Algumas informações espalhadas na internet dizem que ele é professor universitário.

Tikrit é a cidade natal de Saddam e tem uma grande importância estratégica para a minoria sunita do país. Alguns relatos locais que as forças iraquianas e xiitas já apreenderam grandes áreas da região.

"O Anjo da Morte": fotos do militar são divulgadas nas redes sociais Foto: Shiite News / Reprodução
“O Anjo da Morte”: fotos do militar são divulgadas nas redes sociais
Foto: Shiite News / Reprodução

Ninguém sabe ainda se as informações relacionadas ao “Rambo” iraquiano são verdadeiras, mas o suposto professor e “herói” da internet já apareceu em revistas e mídias internacionais.

A imprensa local cita o ‘Anjo da Morte’ como representação de um perfil cibernético contra-ataque – um herói contra os vilões extremistas. No entanto, o foco na pessoa do comandante traz uma questão maior, que é a confusão entre o espaço cibernético e o violento conflito real, o que vem se tornando cada vez mais difícil acontecer.

Um exemplo recente foram vídeos publicados pelo Estado Islâmico, com militantes executando civis inocentes em imagens semelhantes a jogos de videogame. O autor dos disparos foi chamado de “Sniper de Bagdá”, uma comparação ao recente filme de Hollywood, “Sniper Americano” (com direção de Clint Eastwood).

Fonte: Terra