Ato alusivo ao 18 de Maio reúne rede de proteção na Câmara Municipal

Em continuidade às ações alusivas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, celebrado no dia 18 de maio, o Grupo de Trabalho Coordenador (GTC) da 7ª edição do Programa Prefeito Amigo da Criança (PPAC) promoveu um ato abordando a temática no plenário Osvaldo Nogueira da Câmara Municipal de Camaçari na segunda-feira (20/5).

A articuladora do PPAC no município, Janete Ferreira, que, na oportunidade, conduziu a explanação, falou sobre a finalidade do ato. “O PPAC hoje vem como um instrumento fomentador e mobilizador, que sempre busca reunir toda a rede em ações relacionadas à proteção do público infantojuvenil. Com esse ato, estamos sensibilizando, conscientizando e mostrando à população que estamos ativos, com uma rede integrada e fortalecendo as outras atividades que estão sendo realizadas com a mesma temática”, disse.

A coordenadora do Centro de Referência de Assistência Social (Creas), Tamires Fernandes, falou sobre a participação no evento. “Estamos no mês que trabalha o enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, e viemos aqui falar sobre o tema em si, como identificar e combater, alertar a sociedade que cuidado nunca é demais, além de explicar para quem não conhece o que é o Creas e sua atuação na rede”, falou.

Ingrid Lopes, 15 anos, aluna do Centro Educacional Maria Quitéria, localizado no bairro Ponto Certo, afirmou que o assunto discutido no evento é muito necessário. “Eu acho importante falar sobre esse tema, porque a exploração e o abuso de crianças precisam ser combatidos. Sem falar que é preciso, também, entender e identificar certos comportamentos, tipo o que é carinho, o que é abuso, o que pode e não pode ser permitido. Por isso, acho fundamental a realização desses eventos”, concluiu.

O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes faz parte da programação da Campanha Nacional de Mobilização para o Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes – “Faça Bonito: Proteja nossas Crianças e Adolescentes” que, em Camaçari, reúne várias ações durante todo o mês de maio.

O 18 de Maio foi instituído pela Lei Federal n.º 9.970/2000. A data remete ao crime ocorrido no ano de 1973 contra Araceli Cabrera Sanches, de 8 anos, em Vitória do Espírito Santo (ES), quando a menina foi raptada, drogada, violentada e, já morta, teve o corpo carbonizado por um grupo de jovens de classe média alta da capital capixaba. Apesar da natureza hedionda, o crime prescreveu impune.

O evento reuniu, ainda, representantes de diversos órgãos que integram a rede de proteção do município, a exemplo do Conselho Tutelar, Juizado da Infância e Juventude, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), além de membros da sociedade.