Dilma descansa em praia da Bahia

Dilma, a filha Paula e o neto Gabriel embarcam no helicóptero da FAB, no Planalto

Após a maratona eleitoral que lhe garantiu mais quatro anos de mandato, a presidente Dilma Rousseff (PT) escolheu a praia de Inema, na Base Naval de Aratu, para descansar até o próximo domingo, 2.  Dilma desembarcou na Base Aérea de Salvador, por volta das 19h30 desta quarta-feira, 29, e seguiu de helicóptero para o balneário pertencente à Marinha do Brasil, na área do subúrbio.

Dilma, a filha Paula e o neto Gabriel embarcam no helicóptero da FAB, no Planalto
Dilma, a filha Paula e o neto Gabriel embarcam no helicóptero da FAB, no Planalto

Dilma veio acompanhada da filha Paula Araújo; do neto Gabriel, de 4 anos; do genro Rafael Covolo; e da mãe, Dilma Jane. A presidente foi recebida, na Base Aérea, pelo governador Jaques Wagner (PT), nesta quinta, 30, o petista mais próximo da presidente e nome forte para compor o seu futuro ministério.

Em 2010, quando se elegeu para o primeiro mandato de presidente, Dilma também veio descansar na Bahia – seu destino preferencial nos feriados de final de ano e de Carnaval. Naquela ocasião, ela foi para Itacaré, no sul do estado, onde ficou hospedada na fazenda do empresário paulista João Paiva, na Praia do Patizeiro.

Embora não tenha nada agendado, é possível que Dilma tenha um encontro, ainda nesta quinta, com o governador Wagner, antes dele embarcar, no início da noite, para uma semana de descanso em Portugal e na Espanha.

Os dois devem discutir as estratégias para pacificar e consolidar o diálogo com as forças políticas no Congresso e os diversos segmentos da sociedade,

Depois de uma campanha eleitoral dura, que dividiu a base, e da vitória de Dilma sobre Aécio Neves (PSDB) por uma estreita margem de votos – 51,63% a 48,37% -, Wagner tem sido apontado pela cúpula do PT e por setores governistas como peça fundamental para essa nova etapa do governo petista.

A presidente também deve aproveitar os quatro dias de descanso na Bahia para refletir sobre a formação do próximo ministério, cujas articulações serão colocadas em prática a partir da próxima segunda-feira, quando ela volta a despachar no Palácio do Planalto.

Nesta quarta, Jaques Wagner informou, na coletiva em que o governador eleito da Bahia Rui Costa (PT) anunciou a equipe de transição, que o futuro ministro da Fazenda deverá ser anunciado na primeira quinzena de novembro, antes de Dilma embarcar para Austrália, onde participa da Cúpula do G-20 (grupo de países emergentes), em Brisbane.

Entre os nomes especulados para comandar a Fazenda estão Luiz Carlos Trabuco, presidente do Bradesco; Henrique Meirelles, ex-presidente do BankBoston e do Banco Central do Brasil; e o empresário Josué Alencar.

Wagner, que descartou srr indicado para o Ministério da Fazenda, ao ser indagado se tinha preferência por alguma pasta, brincou: “Preferência a gente tem quando vai  ao restaurante. Se for o caso, serei convidado”. E emendou, na sequência, que estava sendo cotado para tudo, até para presidente do Bahia.

Fonte: A Tarde