Governador Jerônimo Rodrigues assina ordem de serviço para revitalização do Polo de Camaçari

O governador do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, realizou nesta quarta-feira, 24 de abril, visita ao Comitê de Fomento Industrial de Camaçari/Cofic com o objetivo de assinar Ordens de Serviço (OS) de interesse da região, entre as quais a que formaliza as atividades de Revitalização do Polo de Camaçari. As ações previstas priorizam a recuperação das vias internas do Complexo Industrial.

Jerônimo Rodrigues foi recebido pelo presidente do Cofic, Carlos Alfano, dirigentes das empresas do Polo de Camaçari, convidados e autoridades, entre as quais o presidente da Federação das Indústrias do Estado da Bahia, Carlos Henrique Passos. Na oportunidade, Alfano expressou ao governador o agradecimento das empresas associadas ao Cofic, ressaltando o empenho das várias secretarias envolvidas na tarefa de viabilizar a revitalização da infraestrutura do Polo.

Após a assinatura da ordem de serviço, o governador informou que o investimento total será da ordem de R$ 24 milhões e irá contemplar a recuperação de 19 pistas das vias internas do Complexo Industrial, prevendo ainda iluminação e outros itens de infraestrutura. As obras estão programadas para iniciar no mês de maio.

Etapa fundamental

O presidente do Cofic destacou que as obras de recuperação das vias internas do Polo representam uma etapa de importância fundamental para a revitalização do Complexo Industrial, “significando ainda a base para um acordo de cooperação entre o Cofic e o Governo do Estado da Bahia para manutenção da infraestrutura do Complexo Industrial na etapa subsequente às obras de revitalização”. Segundo observou Carlos Alfano, “o resultado desse trabalho conjunto é manter o Polo de Camaçari como referência em segurança industrial, sustentabilidade e indutor de desenvolvimento para o Estado da Bahia”.

Em seguida, o presidente do Cofic apresentou ao governador uma proposta de agenda positiva, contando com o apoio da Fieb, prefeitura dos municípios vizinhos ao Polo e de outros parceiros estratégicos, com o objetivo de mapear oportunidades que contribuam para a sustentabilidade e competitividade do Polo em áreas estratégicas como: matriz energética e sustentabilidade, com ênfase no carbono neutro, hidrogênio verde e gás natural; inovação e tecnologia; formação de mão de obra; cadeias produtivas/ plano diretor; infraestrutura; segurança pública e logística. Enfatizou ainda os desafios e oportunidades para que o Polo se mantenha competitivo e indutor do desenvolvimento econômico e social da Bahia, por meio da geração de emprego, renda e da atração de novos investimentos.

Desenvolvimento econômico

Tendo a Segurança, Saúde e Meio Ambiente como prioridades, o Polo mantém o foco na sustentabilidade, expansão, diversificação e integração de suas atividades, atraindo novos empreendimentos em diferentes segmentos industriais. Com investimento global de 16 bilhões de dólares, gera cerca de 40 mil empregos (10 mil diretos + 30 mil indiretos) e tem faturamento da ordem de 15 bilhões de dólares/ano. É responsável por 15% das exportações baianas, respondendo por 22% do Produto Interno Bruto da indústria de transformação da Bahia, com uma capacidade produtiva superior a 12 milhões de toneladas/ano (produtos químicos, petroquímicos básicos, intermediários e finais).

Contribui ainda com uma receita superior a R$ 3 bilhões/ano em ICMS para o Estado da Bahia e com mais de 90% da receita tributária de Camaçari e Dias D´Ávila. Na área social, as empresas do Polo investiram mais de R$ 15 milhões nos últimos dois anos, beneficiando comunidades das áreas de influência do Complexo Industrial.