Homem morto nesta sexta-feira não era servidor municipal

Secretários municipais estiveram na 18ª Delegacia

Ao contrário do que está sendo divulgado, o homem assassinado na manhã desta sexta-feira (10/04), nas imediações da Prefeitura, não era funcionário público e nem atuava em nenhuma empresa terceirizada que presta serviço a administração municipal.

Secretários municipais estiveram na 18ª Delegacia
Secretários municipais estiveram na 18ª Delegacia

O homem ainda não foi identificado pela polícia, pois estava com o RG falso e, inclusive, portando uma arma ponto 40. Os secretários de Governo e da Ordem Pública e Sustentabilidade, Sergio Paiva e Francisco Franco, respectivamente, estiveram na 18ª Delegacia Territorial de Camaçari para solicitar celeridade na resolução do caso e mais segurança para cidade.

Nos últimos dias, as policias Civil e Militar, sob o comando do DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa) realizaram uma megaoperação em Camaçari considerada bem-sucedida, pois resultou na prisão de sete pessoas, cumprimento de mandato de prisão de outras duas pessoas, que resultaram nas elucidações de diversos homicídios em Camaçari.

Foram apreendidas nove armas, sendo sete revólveres, uma pistola e uma espingarda, além de drogas, munição e dinheiro oriundo de crimes. Esta foi a primeira fase da operação que será permanente, visando dar paz e tranquilidade à população do Município.

De acordo com o diretor do DHPP, José Alves Bexerra, a operação é uma das demandas solicitadas pelo prefeito de Camaçari, Ademar Delgado, ao secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, que foi prontamente atendida e deve ser ampliada com outras ações para garantir a segurança no Município.

Também participaram da ação o 12º BPM (Batalhão de Polícia Militar) de Camaçari, o Depom (Departamento de Polícia Metropolitana), a DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), a CETO (Companhia de Emprego Tático Operacional) e a Cipe/PI (Companhia Independente de Policiamento Especializado/Polo Industrial).

Fonte: Ascom / PMC