No primeiro jogo em Salvador, Seleção Brasileira feminina enfrenta a Jamaica

Chegou a hora de um momento histórico no futebol nacional. Pela primeira vez, a Seleção Brasileira feminina disputará uma partida em Salvador. O inédito e esperado amistoso será diante da Jamaica, nesta terça-feira (4), às 20h, na Arena Fonte Nova.

O jogo faz parte da preparação para a Olimpíada de Paris-2024, e será o último antes do técnico Arthur Elias divulgar a convocação final para os Jogos. O comandante chamou 26 atletas para os testes, e terá que reduzir a lista para 18 jogadoras (e quatro suplentes) para a França. O treinador, inclusive, falou sobre a “boa dor de cabeça” em escolher quem vai representar o país.

“É bem difícil qualquer tipo de decisão, nós não temos uma bola de cristal. A característica de cada jogo na Olimpíada, os possíveis adversários, a gente vê o sistema que pode ser usado, as variações que a gente faz. Temos muitas diferenças entre elas, de características”, afirmou.

“É muito importante escolher com justiça e critério, sabendo que vão ficar fora atletas que teriam condições de estar lá. Vamos trabalhar para ser assim mais ainda. Estou muito feliz de ter essa responsabilidade”, completou.

Esse será o segundo embate seguido entre a amarelinha e as jamaicanas. As equipes mediram forças no último sábado, em Pernambuco, e o Brasil atropelou as rivais: 4×0. Marta balançou as redes duas vezes, e Adriana e a zagueira Chantelle Swaby, contra, complementaram.

A expectativa é de mais uma grande atuação, agora na Bahia. Aliás, o time feminino tem a missão de manter o retrospecto perfeito no Nordeste. A equipe tem 100% de aproveitamento na região, com 11 vitórias em 11 compromissos. São incríveis 53 gols marcados e apenas seis sofridos. O levantamento foi feito pelo blog do jornalista Cássio Zirpoli.

A equipe

Na segunda-feira (3), a Seleção fez, na Fonte Nova, o único treino em Salvador antes da partida. Arthur Elias preferiu manter o mistério e, nos únicos 15 minutos abertos à imprensa, não revelou qual será a escalação. Mas deu um spoiler: Byanca vai estrear no ataque.

Certo é que Ana Vitória será ausência. A volante sofreu uma lesão de grau 1 no adutor do glúteo direito no final do primeiro amistoso contra a Jamaica e foi cortada do grupo.

“Essa palavra ‘dúvida’ não é algo que eu trabalho. Eu trabalho com convicção. Observamos muitas atletas. Provavelmente teremos estreias. Não é esse jogo que vai mostrar uma decisão de um nome ou outro [para a Olimpíada]. O que eu procuro fazer é deixar todas à vontade para produzir o melhor na Seleção. Após o jogo, após a convocação, vamos fazer as avaliações como um todo. São muitos fatores. Claro que é importante, espero uma grande atuação”, afirmou o treinador. Em Paris-2024, o Brasil está no Grupo C e jogará contra Nigéria, Japão e Espanha na primeira fase.

Os 12 jogos da Seleção Feminina no Nordeste:

1º) 30/4/1995: Brasil 10×0 Portugal (Ilha do Retiro, PE), 10.000 torcedores

2º) 14/5/2011: Brasil 3×0 Chile (Rei Pelé, AL), 4.863 torcedores

3º) 16/6/2011: Brasil 4×1 Pernambuco (Arruda, PE), 5.012 torcedores

4º) 9/12/2015: Brasil 11×0 Trinidad e Tobago (Arena das Dunas, RN), 4.318

5º) 13/12/2015: Brasil 6×0 México (Arena das Dunas, RN), 6.225

6º) 16/12/2015: Brasil 2×1 Canadá (Arena das Dunas, RN), 5.891

7º) 20/12/2015: Brasil 3×1 Canadá (Arena das Dunas, RN), 10.643

8º) 23/3/2016: Brasil 3×1 Austrália (Presidente Vargas, CE), 8.197

9º) 17/9/2021: Brasil 3×1 Argentina (Amigão, PB), 400*

10º) 20/9/2021: Brasil 4×1 Argentina (Almeidão, PB), 700*

11º) 1/6/2024: Brasil 4×0 Jamaica (Arena de Pernambuco, PE), 33.272

12º) 4/6/2024: Brasil x Jamaica (Arena Fonte Nova, BA), nesta terça-feira (4), às 20h

* Jogos com capacidade restrita devido à pandemia da covid-19

Fonte: Correio