Simões Filho sofre com o baixo número de efetivo policial

Com belo trabalho prestado a sociedade de Simões Filho, a Polícia Militar vem sofrendo com a falta de efetivo de contingente, principalmente na área operacional. De acordo com o comandante da 22ª CIPM de Simões Filho, major Átila do Carmo, o efetivo é pouco pra uma cidade que tem quase 140 mil habitantes.

“Hoje contamos com o efetivo de 170 policiais militares, mas a maioria deles trabalha no setor administrativo, tem os que vão para a reserva e ainda tem os que se afastam por motivo de saúde. Além de existir ainda, os que precisam ficar em posto, como fórum, hospital, Ministério Público e outros setores públicos”, disse o major, que completou que gostaria de um maior efetivo para ajudar no policiamento em nossa cidade.

Major-385x289

Outro problema relatado pelo major é a falta de viatura para o dia a dia na cidade. No total, contam com quatro carros, que são utilizados para as rondas em bairros em toda a cidade. Quando um carro tem algum problema, ou ainda ocorre algum homicídio na cidade, a companhia trabalha apenas com duas viaturas.

“Gostaria que o governador Ruy Costa nos ajudasse no efetivo de policiais para nossa cidade, e também com mais viatura para Simões Filho.”, concluiu o comandante da 22ª CIPM de Simões Filho.

Fonte: Fala Simões Filho